IMG_0031_edited_edited.jpg

LIVROS

Cada projeto lançado aqui conta uma história singular, tem cor, voz e ritmo muito próprios, em consonância com o que experimenta e diz o sul da região sul do país, nessa faixa de areia fina entre Oceano Atlântico e Laguna dos Patos. É raro. Conhece, compra, lê e compartilha os livros da Concha Editora. Vem fazer parte da comunidade literária que gostamos de chamar de Concharia.

CATÁLOGO

Durante a pandemia, restringimos nossas saídas ao Correio. Os envios de livros serão feitos na primeira semana de cada mês e, para mantermos frete grátis, no modo econômico.

Antes que o mundo aconteça

Código de Produto 001
R$35,00
Em estoque
1
Detalhes do produto

Título: Antes que o mundo aconteça

Autor: Daniel Baz

Gênero: Poesia

Número de páginas: 89

Formato: 15x21cm

Sobre o livro, por Aimée G. Bolaños

Como pensada para o livro de Daniel Baz, a palavra poética de Rainer Maria Rilke: “Onde não há mais nada, ainda acorda o indizível, a dor, de novo o mundo”. Sendo obra de estreia, Antes que o mundo aconteça exibe a maturidade de uma experiência vital decantada, de reino interior na terceira margem do indizível, descendendo às profundezas do viver. Criativamente, integra-se um diálogo existencial e de poética que rompe expectativas, tanto ontológicas como de poética. O autor figura seu mundo e tempo, a si mesmo, a poesia, sua poética, o metapoema que escreve pleno de significados diferidos, abertos à interpretação, em uma “Doutrina” que, sendo artística, resulta antidoutrinária. O exercício autorreflexivo de invenção pela imagem vai fundo e longe, rasga e sangra, evidenciando, sem romper o mistério, a complexidade do ser no mundo ao dar voz à existência inominada.

Além da falsa dicotomia de otimismo e pessimismo, o discurso de Daniel Baz é dessacralizador; suas formas, sintéticas, despojadas, lacerantes. Os inventivos enunciados metafóricos categorizam a realidade da ficção no desafio crítico. Configura-se, assim, um mundo estilhaçado e dissonante, conflituosamente real e surreal, veraz e fantasmagórico, assumido sem sentimentalismo, mas desde poderosas emoções. Os grandes afetos estão por completo nessa visão que desmistifica. O autor não temeas trevas do mundo, nem as íntimas do sujeito da ficção e seus diferentes eus: acredita na iluminação poética.

Desestabilizador, atento à atualidade e à história da poesia – onde fulgura Catulo –, o poeta revisita clássicos antigos e modernos com originalidade. Seu livro atualiza a tradição e renova. A diversidade de formas e sentidos traz consigo uma incisiva autoconsciência, nada idílica nem complacente, que confirma o ato poético desalienador. Como imagina José Lezama Lima: “O possível ao atuar sobre o impossível, engendra um possível na infinidade”, bela alusão ao essencial da poesia, neste caso, muito patente em Antes que o mundo aconteça, onde a existência está por acontecer no acontecendo de uma maneira tão intensa e contraditória, como poeticamente deslumbrante na busca do infinito.

--

Clique para ouvir a playlist de Antes que o mundo aconteça, no Spotify.

Salvar este produto para mais tarde