é tão a gente

faz tempo que não escrevo pra ti

na verdade não faz

porque todo vez que estamos

em um momento bom

eu escrevo com os olhos

escrevo o que vejo,

pra guardar,

escrevo com o que penso enquanto

te acompanho.

faz tempo que não escrevo assim,

escrever em palavras

que o riso que tu me traz

salva

não qualquer dor

mas do desconforto

que o mundo me colocou.

faz tempo que não escrevo pra ti,

que ironia ainda falar isso depois

de escrever pra ti, mas faz tempo

que não escrevo algo

na minha vida

que não tenha tu.

e isso tudo é porque a gente

é tão a gente, que esquece

que tem algo fora de nós

que valha mais a pena.



Laura Bandeira, nascida em Rio Grande em 2001, uma grande apreciadora de tudo, tenta transbordar por meio de poemas o que vê ao seu redor. Fora disso, estudante de Ciências Sociais, pesquisadora e podcaster do projeto Simplificando Política.

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
<