O primeiro terceirizado

I.

Adão deu nome a todas as coisas

se pedra não se chama flor

se tronco não se chama pluma

se água não se chama terra

e mesmo o ornitorrinco

é mérito de Adão

Adão, o primeiro terceirizado

nascido do cansaço de Deus

pois nomear é um tédio

bem sabemos


Adão chamou hora extra

o que fazia cansado.


II.

Adão era um humano livre

dentro dos limites do jardim

da cerca viva a queda d'água

exceto por aquela árvore

a mais exuberante e frondosa

esferas rubras cintilando no verdume

beletrismo foi a primeira doença autoimune


De bruços sob o sol ele criou o bronzeado

pensando naquela sombra superestimada

Adão chamou maçã o que não podia tocar.


III.

Veio com nome a Mulher

primeira bonificação

não ter que chamá-la mulher

não ter que chamá-la maçã

não ter que chamá-la coisa alguma de imediato


Obrigada, Deus-pai: a mulher, esse alívio


Com o advento da Mulher

Adão foi promovido Homem

tudo ao preço de uma costela

1/24 costelas, 1/206 ossos


E Adão sentiu-se rico

pela primeira vez.


IV.

Em um dia de muito sol

a mulher fez amizade com a cobra

a cobra não tinha os dedos de Adão

Adão carecia da língua bífida

foi ele quem disse bífida

e cobra

ele, o minúsculo

pois ELE gostava do que via

nas câmeras de segurança.


V.

Não foi o chocalhar do guizo

naquele tempo, a cobra falava

não tinha que usar o rabo

como fazem umas e outras

palavras de Adão

a cobra fez Eva sonhar a suculência do fruto

Eva, um nome para a costela animada

por que não costela a primeira Ela?

Adão gostava de mostrar serviço.


VI.

Foi por inveja que Adão mordeu

não por fome

inveja do que a mulher sentia

inveja daquilo que chamou gozo

o suco a verter da fruta

inveja da truculência da cobra

essa fêmea arrastada sobre o ventre

amaldiçoada mesmo antes do pecado


Adão apontou o dedo para Eva

pensando numa nova palavra: décimo terceiro!

foi quando Deus criou a demissão por justa causa.


VII.

Adão saiu com uma folha

pequena


Fecharam-se as portas do Éden


Todos os nomes ficaram com Deus

o copyright foi criação de outra empresa


Eva foi condenada à companhia eterna de Adão


O primeiro terceirizado chamou de amor

a saudade do osso.


(extra)

A cobra foi exonerada

não usa mais esse nome

ganha a vida em Nova Iorque

Lili, dançarina exótica

o público vai à loucura

com seus ésses chiados

foi ela quem sussurrou essa hixxtória

saboreando um bloody mary num sábado de sol.



Sobre Ju Blasina:

Nascida em Porto Alegre, crescida em Rio Grande, Ju Blasina é poeta e feminista. Cursou biologia e letras pela FURG. Publica em e-zines e jornais de sua região desde 2009. Lançou dois e-books independentes (2010 e 2014) e seu primeiro livro, 8 horas por dia, pela Concha editora em 2017.

0 visualização