é triste

é triste

se sentir impotente mas mais triste ainda é querer ser potente pro mundo e não ver maneiras de ser pra si. o tempo ta estranho sempre pesado arrastado num luto imenso de descaso. o que faz diferença nessa altura já não sei isso causa uma dor que já nem sei da onde vem.

Laura Bandeira, nascida em Rio Grande em 2001, uma grande apreciadora de tudo, tenta transbordar por meio de poemas o que vê ao seu redor. Fora disso, estudante de Ciências Sociais, pesquisadora e podcaster do projeto Simplificando Política.

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo