As Rugas de Minha mãe

Ainda não acostumei com as rugas de minha mãe


Será que alguém consegue fazer isso?


Tenho medo de olhar durante muito tempo e elas acabarem aumentando


Mas com medo mesmo eu olho


Preciso


Preciso tirar aquela mãe de 40 anos da cabeça


É muito difícil


Ela é assim até nos meus sonhos


Me dói fazer isso


Tenho hoje a idade dela, aquela que mora na minha memória


A idade que minha mãe sempre terá


Não aceito outra


Quem aceitaria?



Grace Borges. Rio-grandina de presença e alma. Devoradora de palavras, arrisca alguns poemas quando lhe dói, uns contos quando com raiva e crônicas quando a cabeça está cheia. Formada em História Bacharelado e Licenciatura, promete que não é doida. Professora de escola pública. Possui praticamente uma única rede social, o Instagram, onde publica algumas fotos, suas leituras e seus textos desde 2016.

26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Virtual

26o4